Com mais de 12 mil casos de síndrome gripal em 6 meses, campanha de imunização é antecipada no Acre

  • 10/07/2024
(Foto: Reprodução)
Campanha, prevista para começar em setembro, inicia nesta quarta-feira (10) com vacinação nas unidades de saúde. Grupo prioritário da 1ª etapa inclui crianças menores de 5 anos, idosos e trabalhadores da Saúde. Campanha de imunização contra a Influenza é antecipada no Acre Prefeitura de Bauru/Divulgação Entre janeiro e junho deste ano foram registrados 12.032 casos de síndrome gripal no Acre. Para tentar reduzir os registros, a Secretaria Estadual de Saúde (Sesacre) decidiu antecipar a campanha de imunização contra a gripe para esta quarta-feira (10). As doses podem ser encontradas nas unidades de saúde do município. Também nesta quarta, o estado recebe mais 10 mil doses de vacina. O primeiro lote com outras 10 mil doses chegou no último dia 3. Com exceção dos municípios de Marechal Thaumaturgo e Porto Walter, as demais cidades já receberam as doses da vacina. A campanha de imunização iria iniciar apenas no dia 13 de setembro e seguiria até 15 de dezembro, com o Dia D em 25 de novembro. Contudo, segundo a Sesacre, o boletim epidemiológico 23/2024 - Síndrome Respiratórias revelou um acréscimo de casos nos seis primeiros meses no estado. "Demonstra ainda que em 2024 a partir da semana epidemiológica nº 10 observa-se um aumento nas coletas pelas unidades do estado e dentre os vírus identificados destacam-se a influenza A subtipo H1N1 e H2N3, Covid-19 e outros vírus respiratórios", diz parte da nota técnica. A imunização vai começar por grupos de risco, como menores de 5 anos, pessoas acima dos 60 anos e trabalhadores da saúde. A nota técnica destaca que crianças menores de 5 anos e idosos são os grupos mais afetados pela gripe. Durante os primeiros seis meses do ano, foram registrados 390 casos de Síndrome Respiratória Aguda (SRAG) em crianças de 1 a 4 anos. Em 2023, os registros eram de 345 nesse público. Em idosos, por exemplo, o total de casos chegou a 315, sendo que ano passado no mesmo período foram 290. Público-alvo Ainda segundo a Saúde, a estimativa é vacinar 180.168 pessoas dos três primeiros grupos prioritários. Confira abaixo a quantidade de pessoas que devem tomar a vacina por grupo na primeira etapa. Crianças de 6 meses a 5 anos - 89.181 Idosos (60 anos mais) - 74.123 Trabalhadores da Saúde - 16.864 As demais etapas devem seguir na seguinte ordem: 2ª Etapa (agosto) - crianças de 6 a 8 anos (49.586), gestantes (11.534) e puérperas (1.896); 3ª Etapa (setembro) - Povos indígenas (34.071) , pessoas privadas de liberdade maiores de 18 anos (5.708) e menores de 18 anos (466), funcionários do sistema prisional (1.799) e pessoas com comorbidades (23.111) 4ª Etapa (setembro) - professores (11.864), pessoas com deficiência (38.404) e forças armadas (2.309) Acre está com 90% dos leitos de UTI ocupados e Saúde deve abrir novas vagas Sem leitos de UTI A ocupação dos leitos de Unidades de Tratamento Intensivo (UTIs) adultas da rede pública do Acre está perto de um colapso. Dos 75 leitos disponíveis, 74 estavam ocupados até a manhã desta terça-feira (9), segundo a plataforma de Monitoramento de Leitos da Sesacre. Com isso, a taxa de ocupação é de 98%. Conforme a plataforma, das quatro unidades com leitos de UTI adultos da rede pública, três estão com lotação máxima. Apenas o Pronto Socorro (PS) da capital acreana tinha uma unidade disponível até a última atualização do painel. No Hospital Regional do Juruá, em Cruzeiro do Sul, interior do Acre, os 10 leitos estão ocupados. Confira abaixo a ocupação de cada unidade: PS – 26 leitos ocupados de 27 disponíveis Fundhacre – 18 leitos ocupados de 18 disponíveis Santa Juliana – 20 leitos ocupados de 20 disponíveis Juruá – 10 leitos ocupados de 10 disponíveis As UTIs infantis também preocupam, com 82% de ocupação. Dos 35 leitos de UTIs para crianças, 29 estavam ocupados até a última atualização do painel da Sesacre, sendo 13 ocupados de 15 disponíveis no PS, e 16 ocupados de 20 disponíveis no Hospital da Criança. Dos 50 leitos clínicos, 48 estão ocupados. Mesmo com a alta taxa de ocupação, a Saúde do Estado negou que o crescimento dos casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) seja a causa da lotação. O secretário Pedro Pascoal ressaltou que, em caso de necessidade, existe parceria com estados vizinhos, como Amazonas e Rondônia, para transferência de pacientes. Não há fila de espera por vagas de UTI, segundo ele, e também não descartou a ampliação de unidades. “Hoje, sem nenhum paciente na fila de espera. Temos a possibilidade de abertura de leitos, temos uma programação de entrega de 10 leitos na UTI da Fundação Hospitalar até o final do mês, com 10 leitos de UTI adultos e estamos vendo a possibilidade de ampliação de mais 20 leitos, já de imediato, de enfermaria no Hospital da Criança. Então, 10 leitos de UTI adultos, mais 20 leitos de UTI pediátricas e também estamos traçando algum tipo de parceria entre o serviço público e o serviço privado. Estamos vendo a viabilidade de contratualização de alguns leitos no setor privado”, disse. Reveja os telejornais do Acre

FONTE: https://g1.globo.com/ac/acre/noticia/2024/07/10/com-mais-de-12-mil-casos-de-sindrome-gripal-em-6-meses-campanha-de-imunizacao-e-antecipada-no-acre.ghtml


#Compartilhe

Aplicativos


Locutor no Ar

Anunciantes